segunda-feira, julho 24, 2006

FUGINDO DE CASA (by Rê Michelotti)



Há dias em que nos sentimos sufocados dentro de nosso própria casa, dentro de nós mesmos, e o que mais desejamos é fugir. Hoje tive um dia assim. Hoje, eu fugi!

Sufocada a quase uma semana por uma visita indesejada, hoje resolvi abandoná-la, fugindo para longe de casa... precisava de tempo e espaço para mim, sem a obrigação de fazer sala ou ter que falar sobre assuntos dos quais não tenho o menor interesse ou paciência para ouvir. Estava precisando de momentos agradáveis... pude dar um tempo para o corpo, para alma, e também ao meu exausto coração.

Minha fuga foi breve, nem por isso deixou de ser interessante ou prazerosa. O caminho que levava até meu suposto esconderijo, por si só, já valeu!!! Um percurso de cerca de noventa minutos guiados por músicas que gosto, me permitiram acalmar a mente, trazendo-me apenas bons pensamentos. Em meu esconderijo senti-me livre, senti-me leve... lá eu podia representar o meu melhor papel, aquele que me traz satisfação... lá pude ter meu espaço e me reencontrar novamente, trazendo um pouco mais de energia para suportar os dias que ainda restam.

Acredito que fugir não é a melhor maneira de resolver nossos problemas. Mas hoje percebi que quando fugimos e nos distanciamos deles, temos a chance de nos mantermos serenos para suportar ou liquidar toda a situação indesejada. Quero me dar o direito de fugir não apenas hoje, mas o de fugir sempre... sempre que eu me sentir assim tão angustiada, pois vou me revitalizar e voltar com outra disposição para encarar o que me fez fugir!!!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Sinta-se a vontade para deixar seu comentário, sua participação é sempre muito bem vinda ;)