quinta-feira, agosto 30, 2007

NOSSOS DIAS (by Rê Michelotti)


Já perdi as contas de quantos dias estou sem ver o sol... e esses dias sombrios e chuvosos acabam por me chatear. Não vou dizer que os dias cinzentos não me agradam, de alguma forma também me agradam, mas assim de forma ininterrupta eles castigam o meu bom humor!

Parece que se o sol não bate na janela do meu quarto, o dia não começa da mesma forma... e não é apenas impressão - ele de fato não começa! Estamos profundamente ligados ao clima, ao tempo... é como se ele nos impusesse o seu próprio ritmo.

Quando o dia amanhece com céu azul e sol brilhando, por exemplo, somos empurrados da cama e tudo parece fluir com leveza, ao contrário dos dias escuros, que nos prendem... nos deixam sonolentos, e até mesmo meio preguiçosos, como gatos enroscados no tapete da sala.


Ao final do dia tive uma ligeira esperança de poder finalmente ver o sol bater na minha janela amanhã logo cedo, no entanto, tal esperança logo se desfez... e novamente chove por aqui, chove como nunca!

Agora eu devia estar na cama, tentando dormir... embora já tenha tentado, mas foi em vão! Decidi ler um pouco, escrever, buscar uma alma com quem eu pudesse trocar umas palavras, talvez rir um pouco, talvez dividir um segredo... mas a chuva que cai lá fora parece ter convidado todos para dormir mais cedo.


E eu aqui....acabo lembrando de uma música do Titãs que tem a ver com esse meu momento "perdida na noite" (risos): "minha mente gira como um ventilador"... penso no que devo fazer amanhã, no que vou preparar para o almoço, com quem irei cruzar a tarde, o que posso fazer para ter um dia mais agradável comigo mesma, com as pessoas que me cercam, com que roupa irei a um casamento, se vou conseguir horário para uma consulta na semana que vem, enfim, girando, girando próprio como um ventilador.


Sei o quanto já mudei em relação a ansiedade, mais ainda tenho um longo caminho a seguir... como já me disse o Edmilson* inúmeras vezes, não devo me preocupar tanto com o futuro, afinal ele ainda nem existe, ele nem chegou... e se chegar, não poderemos prever como ele será. Pra que nos preocuparmos?! Isso é muita pretensão nossa!


Um dia de cada vez, cuidado com o devido carinho que merece... mas sem a loucura de senti-lo como se fosse o último de nossas vidas e com a consciência que queremos de forma tranquila e plena estarmos aqui amanhã.... vivendo mais um dia, mas sem ficar querendo prever como será...apenas deixando-se viver... O futuro a Deus pertence... e cabe a nós investirmos no hoje de forma segura, pois no tão temido futuro, temos grandes chances de sermos novamente presenteados com mais um belo dia!


Acalmo minha mente nessas linhas... e agora já consigo ouvir a chuva me chamando calmamente para um sono tranquilo, gostoso... e é claro, sinto a enorme possibilidade de ganhar logo cedo, mais um dia de pura energia... mais um dia de VIDA!



*Edemilson Canci que cito no texto, é um amigo especial... um verdadeiro mestre, que respira comunicação, motivação todos os dias... ele é um ótimo conselheiro... sempre transmitindo excelentes vibrações... e por isso eu o chamo carinhosamente de "Guru".

quarta-feira, agosto 29, 2007

ESTAMOS COM FOME DE AMOR!!! (by Arnaldo Jabor)


Uma vez Renato Russo disse com uma sabedoria ímpar: "Digam o que disserem, o mal do século é a solidão" Pretensiosamente digo que assino embaixo sem dúvida alguma. Parem pra notar, os sinais estão batendo em nossa cara todos os dias.



Baladas recheadas de garotas lindas, com roupas cada vez mais micros e transparentes, danças e poses em closes ginecológicos, chegam sozinhas e saem sozinhas. Empresários, advogados, engenheiros que estudaram, trabalharam, alcançaram sucesso profissional e, sozinhos.Tem mulher contratando homem para dançar com elas em bailes, os novíssimos "personal dance", incrível. E não é só sexo não, se fosse, era resolvido fácil, alguém duvida?



Estamos é com carência de passear de mãos dadas, dar e receber carinho sem necessariamente ter que depois mostrar performances sexuais dignas de um atleta olímpico, fazer um jantar pra quem você gosta e depois saber que vão "apenas" dormirem abraçados, sabe essas coisas simples que perdemos nessa marcha de uma evolução cega.



Pode fazer tudo, desde que não interrompa a carreira, a produção.Tornamos-nos máquinas e agora estamos desesperados por não saber como voltar a "sentir", só isso, algo tão simples que a cada dia fica tão distante de nós. Quem duvida do que estou dizendo, dá uma olhada no site de relacionamentos ORKUT, o número que comunidades como: "Quero um amor pra vida toda!", "Eu sou pra casar!" até a desesperançada "Nasci pra ser sozinho!". Unindo milhares, ou melhor, milhões de solitários em meio a uma multidão de rostos cada vez mais estranhos, plásticos, quase etéreos e inacessíveis.



Vivemos cada vez mais tempo, retardamos o envelhecimento e estamos a cada dia mais belos e mais sozinhos. Sei que estou parecendo o solteirão infeliz, mas pelo contrário, pra chegar a escrever essas bobagens (mais que verdadeiras) é preciso encarar os fantasmas de frente e aceitar essa verdade de cara limpa.
Todo mundo quer ter alguém ao seu lado, mas hoje em dia é feio, démodé, brega.




Alô gente! Felicidade, amor, todas essas emoções nos fazem parecer ridículos, abobalhados, e daí? Seja ridículo, não seja frustrado, "pague mico", saia gritando e falando bobagens, você vai descobrir mais cedo ou mais tarde que o tempo pra ser feliz é curto, e cada instante que vai embora não volta mais (estou muito brega!), aquela pessoa que passou hoje por você na rua, talvez nunca mais volte a vê-la, quem sabe ali estivesse a oportunidade de um sorriso à dois.



Quem disse que ser adulto é ser ranzinza, um ditado tibetano diz que se um problema é grande demais, não pense nele e se ele é pequeno demais, pra quê pensar nele.
Dá pra ser um homem de negócios e tomar iogurte com o dedo ou uma advogada de sucesso que adora rir de si mesma por ser estabanada; o que realmente não dá é continuarmos achando que viver é out, que o vento não pode desmanchar o nosso cabelo ou que eu não posso me aventurar a dizer pra alguém: vamos ter bons e maus momentos e uma hora ou outra, um dos dois ou quem sabe os dois vão querer pular fora, mas se eu não pedir que fique comigo tenho certeza de que vou me arrepender pelo resto da vida.



Antes idiota que infeliz!





Hoje não tive tempo de escrever nada aqui, mas recebi esse texto do Arnado Jabor de uma amiga e amei!!! Acho que hoje ele pode dizer muito mais do que eu poderia escrever!!! É isso aí... estamos com fome é de amor... amor de verdade!!!

segunda-feira, agosto 27, 2007

UM BRINDE AO SUCESSO (by Rê Michelotti)


Algumas vezes passamos horas pensando em uma forma de presentear alguém, sem nos darmos conta, de que são os gestos mais simples que contém os maiores presentes ou homenagens que podemos oferecer a alguém.

Hoje recebi um lindo presente por e-mail - sim, através do correio eletrônico é possível recebermos presentes muito especiais, mas sei que nem sempre temos o tempo ou a paciência de ler e refletir sobre o que recebemos, como realmente deveríamos. Talvez as mensagens em massa façam com que não demos tanta importância, mas comecemos por analisar ao menos o que vem endereçado espeficificamente para nós. Certamente teremos lindas surpresas!

Abaixo, segue o pensamento de Ralph Waldo Emerson, o qual transcreverei aqui, por um motivo especial, a pessoa que me presenteou com ele - meu melhor amigo, disse-me ter enviado porque lembrou de mim assim que leu. Senti-me lisonjeada por este delicado pensamento ter feito alguém lembrar de mim.

"Rir muito e com freqüência; ganhar o respeito de pessoas inteligentes e o afeto das crianças; merecer a consideração de críticos honestos e suportar a traição de falsos amigos; apreciar a beleza, encontrar o melhor nos outros; deixar o mundo um pouco melhor, seja por uma saudável criança, um canteiro de jardim ou redimida condição social; saber que ao menos uma vida respirou mais fácil porque você viveu. Isto é ter sucesso".

Todos nós de uma forma ou de outra, buscamos ter SUCESSO... mas será que sabemos o que isso realmente significa? Outro dia me questionava sobre a relatividade das coisas... tudo na vida é relativo? Então, acabei por chegar a conclusão de que, embora muitas coisas realmente sejam... muitas outras não são!!!

Espancar uma criança, por exemplo, não abre espaço para a "relatividade". Abre apenas espaço para a injustiça, pois nada pode justificar tal ato. E quanto ao sucesso, ele pode ser relativo? Acredito que sim, pois tudo depende do que cada um busca e acredita ser o tão desejado SUCESSO. No entanto, cabe aqui ressaltar que embora este seja relativo a cada indivíduo e suas vivências pessoais... existe ainda aqueles que nunca se questionaram a respeito... e apenas vivem a repetir e buscar o que a maioria das pessoas estabeleceu como sendo uma pessoa de sucesso.

Se perguntarmos a uma dezena de pessoas o que é ter sucesso, provavelmente ouviremos:
Ter sucesso é ser famoso, ganhar muito dinheiro, ser um grande empresário.
Ter sucesso é ser artista, ter carro do ano, casa na praia, viajar pelo mundo.
Ter sucesso, é ser reconhecido por nossas conquistas profissionais e pessoais.
Estas são algumas formas de se ter sucesso, mas será que são as únicas?

Embora estas sejam indiscutivelmente as formas de sucesso mais disseminadas pelos meio de comunicação, as que geralmente a mídia nos vende de maneira fácil e as compramos sem nos questionarmos muito de sua veracidade ou não, acredito sim, que existem muitas outras formas de sucesso.

Se perguntarmos a outra dezena de pessoas, o que é para elas ter sucesso se descontarem todos os atos ou fatos que levem a conquista de bens materiais e status social... inúmeras outras coisas terão o sentido e o valor de se ter realmente sucesso.

Ter sucesso...
É excercer uma função que me dá mais do que dinheiro, me dá prazer!
É dividir com os outros o conhecimento e o entusiamos por aprender sempre mais!
É seguir o conselho da Madre Tereza de Calcutá, que é jamais deixar que alguém saia de nossa presença sem que esta pessoa esteja melhor do que quando chegou até nós.
É saber o que quero, e ter segurança disso independentemente do que os outros querem de mim!
É saber onde vou e porque vou, independentemente do lugar para onde todos os outros caminham!
É ser eu mesma, sem pensar no que os outros esperam que eu seja!

Ter sucesso...
É cuidar de um jardim, e saber que cada flor irá florir - cada qual no seu devido momento!
É plantar uma semente, cuidar com carinho, sabendo que um dia ela trará frutos!
É dar sempre o melhor de mim, sem interessar a quem ou o que eu esteja fazendo!
É ter um filho e poder educá-lo de maneira que ele seja uma pessoa do bem!
É ter amigos, de preferência muitos, pois quem tem amigos, nunca fica só!
É amar uma pessoa por anos a fio... e não esquecer de um dia para o outro tudo que viveram de bom, por uma simples discussão.

Ter sucesso, mais do que qualquer coisa, é saber que na vida tudo vale a pena, que tudo é experiência, e o simples fato de estarmos vivos já é um grande presente! Siga seu coração, busque o sucesso que te faz grande, que te faz alguém melhor, não pelo que você acumulará de riquezas - não pelo TER, mas por tudo que você acumulará no seu SER.
Como disse Emerson... "saber que ao menos uma vida respirou mais fácil porque você viveu. Isto é ter SUCESSO".

quarta-feira, agosto 22, 2007

PENSE ANTES (by Rê Michelotti)


Quando contamos algo a uma pessoa, não estamos dando a ela o direito de passar o que ouviu adiante. Não são apenas os segredos que devem ser guardados... tome cuidado para não se tornar um leva e traz!

Quando dividimos nossas aflições com alguém, isso não significa necessariamente, que queremos ouvir a opinião fervorosa do outro sobre o assunto. Escute... pode ser apenas um desabafo!

Quando dizemos que não queremos falar sobre determinado assunto, não quer dizer que não queremos mais falar sobre nada. Apenas temos o direito de optar por não falar sobre o que não nos agrada ou é indesejavel naquele determinado momento. Não fuja da conversa, apenas mude de assunto!

Quando declaramos que alguém é especial, isso não significa que este alguém seja o único. Amigos são figuras impotantes para o nosso crescimento, amadurecimento e, é claro, também para nossa diversão. É tão bom termos amigos, não poderíamos ter apenas um. Amigos especiais contamos nos dedos...Fique feliz por ser uma das pessoas especiais da vida de alguém!

Quando confessamos nossos verdadeiros sentimentos, sabemos que estamos nos desvendando junto a outra pessoa. Não se aproveite do conhecimento que possui sobre o outro para ter vantagens com ele. Seja grato por alguém ter confiado em você e ter se mostrado da forma que verdadeiramente é!

Quando falamos que estamos tristes, não fique tentando buscar quais foram as razões para esta tristeza estar presente. Apenas mostre quantas coisas boas nos rodeiam, e assim faça com que a tristeza se desfaça por si só.

E não esqueça nunca... a intimdade que você tem o com alguém te dá o passe livre para falar sobre uma infinidade de assuntos, te dá passe livre para opinar sobre inúmeras coisas, mas isso não significa que você pode falar tudo de qualquer jeito.

Essa intimidade não nasceu da noite para o dia... ela veio acompanhada da amizade, do carinho, de afinidades e especialmente da confiança entre as pessoas envolvidas. Fale, ajude, auxilie... mas fale com jeito, fale com carinho... não ande na contra-mão da amizade.
Respeite seu amigo em sua individualidade, em suas peculiaridades. Os verdadeiros amigos falam sempre a verdade, falam sempre o que sentem sobre o outro...mas não esqueça... fale com carinho...jamais fale de qualquer jeito... afinal, por isso você é amigo, por isso você é especial!!!

sexta-feira, agosto 17, 2007

MUITAS COISAS (by Rê Michelotti)


Muitas coisas mexem comigo...
Sol, chuva, tempestade, escuridão, frio, calor, neve, céu azul e céu cinzento.
Depende do meu dia, do meu humor...
Mas se tivesse que escolher, escolheria a chuva. Ela sempre me provoca boas sensações, estimula meus sentidos, aguça minha mente e me traz inspiração.

Muitas coisas me trazem recordações...
Fotos, músicas, cartões, cartas, lugares, objetos, cores e perfumes.
Depende do meu dia, do meu humor...
Mas se tivesse que escolher, escolheria a música. Porque a música sempre me traz recordações de momentos intensos, de momentos marcantes de alegria e felicidade.

Muitas coisas me deixam triste...
Fome, desigualdade, desamor, raiva, rancor, indiferença, sofrimento e medo.
E isso não depende do meu dia ou do meu humor...
Sempre que me deparo com um desses ingredientes, inevitavelmente me entristeço.

Mas ainda assim, se tivesse que escolher um deles, escolheria a indiferença. Nada pode nos machucar tanto quanto esta, pois esta nos torna seres frios, incapazes de entender o sentimento do outro.

Muitas coisas me deixam Alegre...
Gente, conversa, música, lugares, situações, encontros, festas, sorrisos e risos.
E isso eu busco sempre, para melhorar o meu humor. Estar alegre é uma sensação divina!

Mas se eu tivesse que escolher, escolheria gente, pois eu não sei viver só. Sou apaixonada pelas pessoas, por desvendar o que vai na alma , o que me encanta e me faz apaixonar por cada uma delas. Cada pessoa é unica!

Muitas coisas me deixam atraída....
Inteligência, comunicação, humor, sensualidade, tato, paladar e olfato.
Meu dia e meu humor não mudam em nada o que sempre vai me atrair.
Mas se eu tivesse que escolher, entre todas eu sempre escolheria a inteligência, pois com ela virão as demais características. É tão gostoso conversamos com alguém que independente do grau de envolvimento, é capaz de nos entender, ensinar e aprender junto com a gente.
Muitas coisas me deixam feliz...
Amores, amigos, paixões, música, sensações, família, emoções, sonhos, risadas, planos e realizações.
Todos são tão significativos para tornar minha felicidade real, mas acredito que sem o amor e a paixão a vida ficaria sem graça e acabaria por perder sua a cor, seu sabor.

Esses sentimentos que nos fazem felizes, nos transportam, nos alegram, nos fazem crer e crescer... Guardam nossos sonhos e nos fazem acreditar que tudo é possível, mesmo que fraquejemos em algum momento... nos renovamos, retornamos e recomeçamos sempre, em nome do amor e da paixão que tudo pode, que tudo move e comove... sempre e pra sempre!!!

terça-feira, agosto 14, 2007

UM TOMBO NÃO FAZ A DIFERENÇA (by Rê Michelotti)


Hoje acordei animada, estimulada pelo sol que finalmente resolveu dar o ar de sua graça, depois de dias e dias de muito frio e céu nublado. E por alguns instantes, enquanto admirava o sol, fiquei lembrando das pessoas que em muitos lugares do mundo, ficam meses a fio sem vê-lo. Nossa, seriam meses literariamente produtivos para mim... quantos sentimentos aflorariam pela escuridão dos dias. Mas nem só de escuro se fazem meus textos, então viva o lindo sol que surgiu!!!

No embalo de minha empolgação, resolvi convidar dois ilustres personagens da minha vida para um passeio. Eles, prontamente se propuseram a me acompanhar. Enquanto caminhávamos, eles com sua curiosidade inocente iam questionando o quê e o porquê de tudo que viam... muitas perguntas, mas também muitas explicações – sim, porque estes personagens lindos da minha vida tem idéias e conceitos maravilhosos sobre o mundo e sobre as pessoas, dentro de suas limitações infantis é claro. Ou poderia dizer, dentro de sua ampla visão e consciência de mundo??(Risos) Crianças nos surpreendem sempre!!!

O papo estava gostoso. Eles me encantam sempre com o jeitinho especial de cada um ver e sentir tudo a sua volta. Meu encantamento era tamanho, que esqueci que nossa cidade ainda estava longe de ser a “cidade dos sonhos”... e eu, num piscar de olhos retornei a primeira infância ...caí! Eu literalmente me espatifei no chão!!!
No segundo seguinte, quando eu já me preocupava em levantar o mais rápido possível, pois logicamente não queria ser flagrada por ninguém naquela ingrata posição... Eis que um de meus companheiros fala: “ainda bem que a máquina (fotográfica) não quebrou !!!” Abrindo para verificar se a mesma ainda estava inteira. Meninos carregam desde cedo a racionalidade, isso é fato! E como se não bastasse, resolveu registrar aqueles instantes “maravilhosos” pós tombo... no final eu já não sabia se ria ou chorava... resolvi rir com ele. Fazer o quê??? O acidente já era um fato!!!
O jeito com que ele encarou a “tragédia” da minha linda manhã ensolarada, fez com que eu também não desse tanto valor para o ocorrido... afinal este não foi o primeiro, e tampouco será o último tombo da minha vida. Talvez se ele não estivesse por perto, esse acontecimento teria estragado um dia inteiro de sol...

A gente tem que lembrar a todo o instante, que não é a vida que tem que ser diferente, mas sim a forma que temos de encará-la. Prestemos mais atenção às crianças... Elas sempre têm algo especial a nos ensinar!

segunda-feira, agosto 13, 2007

O TEMPO VOA (by Rê Michelotti)



Nossa, quanto mais eu teimo em dar conta do tempo, mais ele me desafia... ainda não tinha me dado conta do tempo enorme que eu não vinha mais aqui, que não escrevia mais uma linha se quer para dar aconchego as minhas angustias e a minha alma tão inquieta.

As loucuras do cotidiano, a vida que mudou de uma hora para outra me fizeram esquecer o quanto me faz bem escrever. Transformar em textos, frases ou em breves palavras meus sentimentos, meus pensamentos, ou seja lá o que vai na alma.



Quem acompanhava este blog antes, percebe que ele passou por algumas modificações, ou melhor, transformações mesmo. A vida se faz de momentos, e estes são sempre tão breves, se vão num piscar de olhos... meu blog anterior não cabe mais nesse meu momento de hoje, de agora.


Pensar para transgredir continua sendo um de meus lemas, mas penso que o "Spa de Idéias" combina mais com minhas vivencias atuais... venho aqui mais do que nunca para me desfazer de conceitos, de idéias pré-concebidas, até mesmo me desfazer de alguns preconceitos... mas em especial para encontrar minha verdadeira essência.



O tempo indiscutivelmente voa. E assim, em algum momento da vida temos que criar coragem e buscar desenvolver nossas asas... elas sempre estiveram aqui, presas em nós, mas o medo por vezes nos faz desacreditar nessa linda e real possibilidade.


Criemos coragem, e lacemos vôos cada vez mais altos, sem do medo da opinião alheia, dos olhares castradores, voemos rumo a nossa realização pessoal... e sejamos finalmente LIVRES!!!