terça-feira, agosto 14, 2007

UM TOMBO NÃO FAZ A DIFERENÇA (by Rê Michelotti)


Hoje acordei animada, estimulada pelo sol que finalmente resolveu dar o ar de sua graça, depois de dias e dias de muito frio e céu nublado. E por alguns instantes, enquanto admirava o sol, fiquei lembrando das pessoas que em muitos lugares do mundo, ficam meses a fio sem vê-lo. Nossa, seriam meses literariamente produtivos para mim... quantos sentimentos aflorariam pela escuridão dos dias. Mas nem só de escuro se fazem meus textos, então viva o lindo sol que surgiu!!!

No embalo de minha empolgação, resolvi convidar dois ilustres personagens da minha vida para um passeio. Eles, prontamente se propuseram a me acompanhar. Enquanto caminhávamos, eles com sua curiosidade inocente iam questionando o quê e o porquê de tudo que viam... muitas perguntas, mas também muitas explicações – sim, porque estes personagens lindos da minha vida tem idéias e conceitos maravilhosos sobre o mundo e sobre as pessoas, dentro de suas limitações infantis é claro. Ou poderia dizer, dentro de sua ampla visão e consciência de mundo??(Risos) Crianças nos surpreendem sempre!!!

O papo estava gostoso. Eles me encantam sempre com o jeitinho especial de cada um ver e sentir tudo a sua volta. Meu encantamento era tamanho, que esqueci que nossa cidade ainda estava longe de ser a “cidade dos sonhos”... e eu, num piscar de olhos retornei a primeira infância ...caí! Eu literalmente me espatifei no chão!!!
No segundo seguinte, quando eu já me preocupava em levantar o mais rápido possível, pois logicamente não queria ser flagrada por ninguém naquela ingrata posição... Eis que um de meus companheiros fala: “ainda bem que a máquina (fotográfica) não quebrou !!!” Abrindo para verificar se a mesma ainda estava inteira. Meninos carregam desde cedo a racionalidade, isso é fato! E como se não bastasse, resolveu registrar aqueles instantes “maravilhosos” pós tombo... no final eu já não sabia se ria ou chorava... resolvi rir com ele. Fazer o quê??? O acidente já era um fato!!!
O jeito com que ele encarou a “tragédia” da minha linda manhã ensolarada, fez com que eu também não desse tanto valor para o ocorrido... afinal este não foi o primeiro, e tampouco será o último tombo da minha vida. Talvez se ele não estivesse por perto, esse acontecimento teria estragado um dia inteiro de sol...

A gente tem que lembrar a todo o instante, que não é a vida que tem que ser diferente, mas sim a forma que temos de encará-la. Prestemos mais atenção às crianças... Elas sempre têm algo especial a nos ensinar!

2 comentários:

  1. sempre faz a difença,por um tombo do destino ou da vida, um dia q se pensa q tudo de ruim possa acontecer, sempre acontece algo de inacreditável em nossas vidas mesmo q não percebamos,como o sol aparecer entre as nuvens sem se esperar, um flor desabrochar em nossa frente, muitas veses sem nos darmos conta, conhecemos alguém, ou acontece algo q jamais poderiamos imaginar, percebendo-se ou não, isso q torna nossa vida uma dádiva,por isso agradeço a cada espirro ou soluço,bocejo sei lá, só não aproveitamos cada momento pq, só nos privamos de ver o q queremos.

    ResponderExcluir
  2. Alvaro Michelotti10:52 PM

    Hi!
    Teu texto me tocou muito...talvez porque tenho o privilégio de ser pai e compreender, mesmo que talvez não com toda a intensidade de uma mãe, a 'gioia' que é um passeio junto de dois gurizinhos lindos, que nos fazem notar coisas pelo caminho as quais, sem a nobre presença deles, não teriam a mínima importância. E assim eles maximizam os pequenos detalhes de uma forma tão intensa, que nada mais nos desanima. Um tombo faz-nos rir da nossa tão frágil condição humana. Faz-nos perceber que tombos são coisas da vida, que acontecem e que não desfazem a beleza e a magia de estar convivendo com as crianças. Sabiamente disse Jesus 'Vinde a mim as criancinhas'. Sim, as crianças cativaram até mesmo Deus feito Homem, que podemos dizer de nós, reles mortais, num passeio com duas crianças inspiradoras, cheias de vida. Não, não, um tombo definitivamente não faz diferença nenhuma. Tens todos os motivos do mundo para te levantar e seguir em frente!
    Te amo muito! Teu Al.

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para deixar seu comentário, sua participação é sempre muito bem vinda ;)