sexta-feira, outubro 17, 2008

AMORES (NÃO) CORRESPONDIDOS (by Rê Michelotti)

Imagem disponível em:ideiascomimagem.no.sapo.pt/.../118_pierrot.jpg

AMOR, esta palavra tão pequenina, mas que sem dúvidas muitos suspiros já causaram, mesmo dos mais rudes homens. Uma palavra de certa forma simples, com um formato mínimo, no entanto tão repleta de significados. E estes significados são daqueles imensuráveis, não podemos definir esse sentimento em palavras, ele é algo pra ser sentido apenas por nossos corações.

O amor é sempre tema recorrente nas rodas de conversas, nos textos, nos livros, nas músicas, filmes e por aí vai. Mas não tem amor mais lembrado do que aquele não correspondido. Ah, esse dá voltas ao mundo, e parece que quanto menos correspondido, mais inspiração é capaz de causar. Seria uma veia dramática nossa, que se rende e vive aos extremos tudo que esse amor não correspondido pode nos causar? Ou talvez aquela necessidade de deixar a ferida aberta para tentar cicatrizar, deixando exposta toda a nossa dor? Será que assim curamos essa dor?

Um amor não correspondido causa dor, talvez a mais profunda que cada um de nós já pode experimentar... Não há quem tenha sido sempre amado! Em algum momento esta dor bate a nossa porta - a porta de nosso coração. Se você ainda não conhece esta dor, lamento, mas ainda vai conhecer. Mas não se preocupe, você irá sobreviver, e saíra talvez até mais forte dessa experiência. É uma dor grande, forte, mas que sempre nos ensina e nos força a talvez compreender o incompreensível.

Quando se ama de verdade, com intensidade de todo coração, a gente demora a aceitar que este nosso amor tão grande, tão imenso, tão cheio do nosso melhor não seja igualmente nos dado de volta. Mas infelizmente, as vezes ele simplesmente não retorna, não obedece necessariamente aquela ordem de que tudo que vai, volta. O amor às vezes pode ser uma via de mão única. Você ama e ponto. Ou ainda, o outro te ama e ponto. Fica-se por aí. Nem por isso é menos amor, nem por isso não vale. Todo amor é presente!

Você pode presentear quem você quiser, quem você achar que merece esse sentimento tão lindo. No entanto, quem o recebe não terá a obrigação de retribuir a você, de devolver. Para quem ama e não esta sendo correspondido, isto pode ser muito difícil de ouvir, ler, enfim... De tentar entender - mas a vida é assim. Ás vezes os lindos cupidos estão lá em cima brincando distraidamente e flecham você. E neste momento, você cai de amores por ela/ele... Poxa vida, logo esta pessoa?! Vai saber!!!

Essa certamente é mais uma das coisas incompreensíveis que lutamos tanto a compreender... Muitos já procuraram esta resposta, outros tantos ainda procuram, mas não conheço ainda um que tenha realmente encontrado as reais razões do por que amamos este, e não aquele, esta e não aquela. É um conjunto de coisas que atrai e encanta, que nos deixa em êxtase. E isso é tudo!

O amor é uma sensação única, maravilhosa, mas que quando não correspondido vem acompanhado de uma dor enorme: a dor do vazio, a dor da rejeição - não ser correspondido não entendo como rejeição, mas sei que este sentimento também toma conta de quem não recebe de volta. Enfim, o amor com acompanhamentos que certamente dispensaríamos se fosse apenas uma questão de escolha nossa.

Penso que o princípio de todo amor verdadeiro, é levar tudo as ultimas consequências, ou seja, invista todas as suas fichas, jogue todo o seu charme, encante o outro com o que você tem de melhor, use seus melhores artifícios, mas se ainda assim você sentir que o amor do outro não está vindo na medida em que você desejaria... Não gostaria de dizer desista! Mas enfim, se você já tentou de tudo, nada mais resta do que deixar as coisas acontecerem como o destino disser que tem que ser. Assim já disse Clarice Lispector, que não se devem fazer esforços inúteis, pois "o amor nasce, ou não, espontaneamente, mas nunca por força de imposição".

Não acredito que se possa amar por dois, tampouco que este amor por maior que seja te faça feliz amando por você e por outra pessoa... Uma pessoa não pode amar por dois, mas pode sim, com seu amor nos prender a ele de certa forma. Quando nos é oferecido um amor de verdade, aquele que não cobra, que apenas nós dá...isso é algo único, e ficamos de alguma maneira ligados a essa outra pessoa que nos escolheu para amar...E esta será para nós eternamente especial.

Ser amado, mesmo que por aquele que não necessariamente amamos igualmente, de forma a corresponder todos os seus sentimentos, ainda assim é um lindo presente. Saber que somos especial pra alguém é sempre um presente... Amor é sempre amor, e independente de quem venha, o mínimo que devemos fazer, é agradecer e respeitar esse nobre sentimento que nos é oferecido.

Se você ama alguém e não sente este amor correspondido, pense numa coisa: você pode ser imensamente importante para esta pessoa, ela te respeita, te quer bem ...Talvez agora você pense que isso é pouco para tudo que você deseja, mas o mundo dá voltas...muitas inclusive. E quem sabe, numa esquina da vida vocês não se reencontrem e vivam tudo isso que hoje por tantas razões não é possível.

Cultive o carinho, a amizade a compreensão entre você... e se esta pessoa hoje não te ama tanto quanto você desejaria, não se desespere, não crie uma tempestade em seu coração. Continue vivendo da melhor forma que você conseguir. Pois como já escreveu tão lindamente Clarice Lispector - "os sentimentos são sempre uma surpresa...Às vezes, é inútil esforçar-se demais, nada se consegue; outras vezes, nada damos e o amor se rende aos nossos pés".

Faça sua parte, procure conquistar seu amor... Mas quando você já tiver feito tudo, simplesmente deixe acontecer. Quem sabe o amor não se renda aos seus pés também!

4 comentários:

  1. Pelo Amor de Deus!!!

    Me vi inteiramente em suas palavras!

    Beijos,

    Marcos

    ResponderExcluir
  2. Anônimo12:01 AM

    cara voce sabe muito sobre o amor , sou companheira do homem que amo, mas ele nao entende o meu amor ou finge nao sei . mas sei amor que sinto por so me machuca . voce sim tem sentimemto ,mas se cuide esse sentinto so doi ,e o que eu sinto muita do ,seja da melhor foma possivel ,otimo fim pois o meu ja acabou .

    ResponderExcluir
  3. Anônimo8:47 PM

    obg,vc sabe muito sobre o amor e estou falando obg pq vc vai ser tema do meu livro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tema do seu livro? Que livro? Mas você quem é? Adoraria saber...

      Excluir

Sinta-se a vontade para deixar seu comentário, sua participação é sempre muito bem vinda ;)