domingo, abril 12, 2009

MULHER DESPIDA (by Soror Sekhmet)


Talvez a verdadeira excitação esteja hoje em ver uma mulher se despir de verdade - emocionalmente.

Nudez pode ter um significado diferente.

Muito mais intenso é assistir a uma mulher desabotoar suas fantasias, suas dores, sua história.

É erótico ver uma mulher que sorri, que chora, que vacila, que fica linda sendo sincera, que fica uma delícia sendo divertida, que deixa qualquer um maluco sendo inteligente.

Uma mulher que diz o que pensa, o que sente e o que pretende, sem meias-verdades, sem esconder seus pequenos defeitos - aliás, deveríamos nos orgulhar de nossas falhas, é o que nos torna humanas, e não bonecas de porcelana.

Arrebatador é assistir ao dessnudamento de uma mulher em quem sempre se poderá confiar, mesmo que vire ex, mesmo que saiba demais.

Não é fácil tirar a roupa e ficar pendurada numa banca de jornal mas, difícil por difícil, também é complicado abrir mão de pudores verbais, expôr nossos segredos e insanidades, revelar nosso interior. Mas é o que devemos continuar fazendo.

Despir nossa alma e mostrar pra valer quem somos, o que trazemos por dentro.

Não conheço strip-tease mais sedutor.

NOVOS VENTOS... (by Rê Michelotti)


Quanto tempo que não venho aqui no "meu spa de idéias" e olha que não é por falta de idéias, pelo contrário, idéias e assuntos nunca me faltam; o que tem me faltado ultimamente é força para ficar até tarde conectada.

Novos ventos sopraram este ano para mim, e tenho estado empenhada em aproveitar cada segundo desses ventos tão esperados. São coisas simples, mas que eu queria muito e que agora começam a tomar forma, tomar rumo!

Estou vivendo um bom momento, amadurecendo mais uma etapa da minha vida... Me reinventando, me adaptando às novas exigências que se apresentam. Mas enfim, o mais importante disso tudo, é que estou vivendo uma fase gostosa, de aprendizado, descoberta de mim mesma e de minhas potencialidades.
Estou enfim dando um novo sentido para muitas coisas na minha vida. Me sinto em realização! Estou feliz, e isso é o mais importante que tenho a dividir com quem acompanha o meu blog.

Que meu bom momento de alguma forma se reflita postivamente naqueles que estão por perto, que estão comigo por essa vida à fora.

Viver um dia de cada vez... Eis a chave para que nos encontremos sem atropelos, ansiedade ou medo. Vivendo com paz e tranquilidade o que se tem para viver. Curtindo o que é bom e buscando melhorar o que não nos agrada tanto assim. O passado já foi, mas o futuro esta em grande parte em nossas mãos, especialmente nas escolhas que fazemos!

Que 2009 seja um grande ano, melhor do que 2008, mas não tão bom quanto 2010... Devagar até pode ser, mas por favor, sem pausa!