sexta-feira, abril 20, 2012

Breves Conselhos (by Rê Michelotti)

Ilustração de Lorenzo Michelotti - 2012

Outro dia alguém compartilhou comigo um pensamento: “Não prometa quando estiver feliz. Não responda quando estiver irritado. Não decida quando estiver triste”.

Estes que posso chamar de breves conselhos, ficaram povoando minha cabeça por um tempo e me fizeram refletir sobre pequenas atitudes cotidianas, minhas e de outras pessoas.

 Não prometa quando estiver feliz!

 A felicidade tem o poder de nos fazer sentir mais fortes, mais poderosos, mais sábios, mais espertos, mais tudo... E essa felicidade pode nos deixar momentaneamente inconsequentes, pelo excesso de ilusões de nossa mente feliz... Aí, prometemos mil coisas, mas, passada essa fase, nos damos conta de que não tínhamos assim tanto poder quanto acreditávamos no momento da promessa. Mas detalhe: nós podemos nos dar conta disso, nós podemos tentar esquecer o que prometemos, mas aquele para quem prometemos já deve inclusive ter anotado tudinho que falamos e prometemos de fato e está à espera da realização da promessa!

 Se há algo que minha mãe me ensinou e que nunca esqueci é que jamais devemos prometer o que quer que seja aos outros. Promessa é dívida. Não precisamos, muito menos somos obrigados, a prometer nada, e se alguém assim tenta tirar de nós uma promessa, na obrigação... Não ceda! Porque se prometemos, ficamos daí sim na obrigação de cumprir! Pense muito bem antes de prometer, ainda mais quando estiver feliz... Com seus lindos pés à milhas do chão, a flutuar nos ares da felicidade! Lembre-se, a sua felicidade pode passar, mas a promessa continuará!

 Não responda quando estiver irritado!

 Tem pior hora para responder algo do que em um momento de irritação? Ainda quando a pergunta é apenas: Você está precisando de alguma coisa? Às vezes, temos vontade de encarnar o supersincero e despejar de uma só vez: “Sim, eu estou precisando de um pouco de paz, sossego para trabalhar, pensar, resolver, enfim, produzir em paz, sem ter que ficar me incomodando com a conversa de todos vocês a minha volta, conversando asneiras sem parar em plena hora de trabalho... Se vocês não tem nada para fazer, eu tenho!”. Ou ainda se alguém se aproxima te dizendo apenas: Posso te perguntar uma coisa? A vontade é de dizer: “não, não pode!”. A irritação nos faz perder a noção em meio às situações e explodirmos por quase nada!

 Em dias de irritação é melhor evitarmos outras pessoas e também o falar excessivo, pois a chance de nos arrependermos de nossas explosões, infelizmente é muito grande.

Mas se colocarmos esse simples conselho em prática, podemos nos livrar de muitas situações complicadas, onde nossos excessos provocados pela irritação podem nos deixar sem saída para consertar o erro depois. Portanto, se estiver irritado, lembre-se... Peça um tempo, se comprometa a resolver, responder, encontrar seja o que for... Depois! Não responda imediatamente em meio a sua irritação, não vale a pena e você ainda se queima!

Não decida quando estiver triste

Quem nunca fez uma escolha ruim por estar triste? Eu já, muitas vezes inclusive! Sabe aquele dia em que estamos tristes do nada e queremos fazer algo para mudar o astral? Aí nós mulheres, em especial, temos aquela brilhante ideia: Vou mudar o visual, a cor do cabelo... Não! Melhor, vou cortar o cabelo! Corremos para o salão e chegando lá dizemos: Corta! Corta Tudo!! Essa pequena tentativa de melhorar um único dia pode estragar muitos outros, pois quando nos arrependemos da brilhante resolução para alegrar o dia... Aí chorarmos o leite derramado, ou fazendo melhor sentido, o cabelo cortado!

A tristeza não é boa conselheira. Em geral nos deixa negativos, pessimistas e não temos boas energias para tomar decisões confiáveis e sadias para nós. Deixa o tempo ruim passar, deixa o sol voltar a iluminar os dias. E volte a fazer escolhas de forma mais sensata e equilibrada!

Então...

No dia que você acordar feliz por nada, não prometa que vai pular de paraquedas... Nosso humor muda constantemente, e poderá se dar conta que justo no dia em que você estava “mega-ultra-feliz” prometeu isso, só que a felicidade era tamanha, que deixou passar despercebido o fato de que você morre de medo de altura... E agora?!

No dia em que você acordar irritado por nada, não responda nem a pedido de casamento... Vai que você diz não, quando na verdade só queria dizer um grande SIM... Ou ainda, diz SIM, quando tinha certeza que o não era a resposta certa, não é mesmo?!

E no dia que você acordar triste por nada, por favor, não troque de carro, não venda o apartamento, não pinte o cabelo ou muito menos o corte! Afinal... Não queremos chorar por nada! Independente do humor, de estarmos felizes, irritados ou tristes, é sempre bom pensar antes no que realmente desejamos... Agir por impulso repentino nunca foi a melhor saída. Feliz, alegre ou triste... Faça o que tiver que fazer apenas depois de se dar um bom tempo para se acalmar, pensar e não se precipitar.

2 comentários:

  1. Oi Rê, és minha "adversária" no concurso do blog do Município Mais...

    Gostei muito do seu blog. Este texto mesmo, muito legal! Hoje, foi um dia que estava meio triste. Não era sem motivo, mas já aprendi também que não devo tomar decisões nestes dias.
    Sobre promessas, concordo.
    Sobre falar quando está irritado, tenho praticado o silêncio na maioria das vezes, mas fico me pertuntando ainda se deveria ficar quieto e ser politicamente correto em algumas situações ou se deveria ser um pouco mais sincero as vezes, dizer não em outras...

    obrigado pelo texto!

    ResponderExcluir
  2. Olá... Obrigada por mais uma visita e por seus comentários. Não sabia que eramos "adversários" no concurso... Mas que isso seja apenas uma afinidade a mais para trocarmos ideias através de nossos blogs. Tentei acessar o seu perfil "Pense Comigo", mas por alguma razão não consegui, por isso estou respondendo por aqui mesmo! Fico feliz que os "breves conselhos" já estejam sendo praticados por você de alguma maneira... E concordo que as vezes eu também penso se é melhor ficar quieta ou ser super-mega-sincera e falar tudo de uma vez... Mas ainda tenho ficado com a primeira opção, pois quando irritado a gente acaba indo além na sinceridade...rsrsr Abração pra você e boa sorte pra nós no concurso!!!

    ResponderExcluir

Sinta-se a vontade para deixar seu comentário, sua participação é sempre muito bem vinda ;)